Ameaças

  Nossa civilização se assenta sobre bases extremamente frágeis e se algo simples deixar funcionar o caos rapidamente se instala e os seres humanos retornam ao seu estado selvagem. A maioria das pessoas ignora este fato e delega ao Estado toda a responsabilidade por suas vidas, acreditam que apenas votando e pagando impostos os políticos garantirão eternamente energia, água potável, transporte e comida nos supermercados.

  Esta é uma forma de pensar extremamente irresponsável. O sistema que garante nosso bem-estar é impressionantemente frágil, não é necessário que aconteça uma grande catástrofe para ele ruir como um castelo de cartas. Imagine um “apagão” geral de apenas 3 dias, somente 72 horas sem energia elétrica e o caos seria total. Sem TV, sem telefone, sem polícia, sem hospitais, sem cartão de crédito, o que aconteceria? Infelizmente, esta não é uma situação tão improvável.

  Os sobrevivencialistas compreendem esta fragilidade e buscam eliminar ou ao menos minimizar o efeito de tais crises, por isso um dos pontos fundamentais do sobrevivencialismo é a preparação e para que os preparativos sejam eficientes é necessário identificar corretamente o tipo de ameaça.  Existe um número enorme de ameaças que variam de origem, abrangência, duração e gravidade como apagões, emergências médicas, assaltos, acidentes automobilísticos, enchentes, epidemias, crises econômicas, guerras, etc…

  Para minimizar os erros e tornar a  preparação mais efetiva é importante definir quais são as ameaças mais iminentes e classificá-las:

Por origem

  • Ameaça de origem natural

  • Ameaça de origem humana

Por abrangência

  • Pessoal

  • Local

  • Nacional

  • Mundial

Por tempo de duração

  • Breves (até 72 horas)

  • Médias (algumas semanas)

  • Longas (alguns meses)

  • Permanentes

   Tendo identificado a origem, abrangência e duração do problema o passo seguinte é verificar se você possui os equipamentos necessários para superar a ameaça. Com os equipamentos em mãos basta analisar seguir o seu plano de ação específico para:

Apagão

Crises Econômicas

Pandemias

Enchente

Crime

FMCC

Comentários fechados.