Não espere pela polícia

  Todos os dias nos telejornais somos bombardeados com a mesma mensagem: Não se arme, não faça justiça com as próprias mãos, não reaja, chame a polícia. O governo e seus agentes na mídia consideram a população um bando de idiotas covardes cuja vida não vale a pena ser protegida e o pior de tudo: Eles estão certos!

  A maioria esmagadora da população brasileira não faz absolutamente nada para se proteger de um eventual ataque de criminosos, algo que se torna mais comum a cada dia e quando alguém simplesmente sugere que as pessoas se defendam é severamente censurado, pois o “bom cidadão” não faz isso, se armar e defender a própria vida é errado, coisa de gente má e “inimiga da paz”, o certo é ficar quietinho e chamar uma entidade mágica salvadora, a polícia.

  Segundo a crença dos “bons cidadãos”, a polícia é uma entidade onipresente que virá imediatamente em seu socorro e os salvará de qualquer perigo, mas a realidade está muito distante desse sonho encantado. Se você acha que o melhor é ficar passivo como uma donzela esperando para ser salva por seu príncipe de farda, achou errado, pois a polícia não virá, se vier não chegará a tempo de salvá-lo e se chegar a tempo muito provavelmente causará mais problemas do que se não tivesse vindo.

 Para elucidar melhor essa questão, analise este mapa mental:

  Caso tenha problemas na visualização clique aqui.

  Neste mapa mental estão esquematizadas as possibilidades de desfecho caso você chame a polícia. Na primeira e mais comum simplesmente ninguém aparece, se você não conseguir convencer a atendente de que realmente precisa de ajuda ela ignorará seu chamado ou dirá que não há efetivo para lhe socorrer. Na segunda hipótese a polícia vem, mas não chega a tempo, seja porque as linhas telefônicas estavam ocupadas, o trânsito estava engarrafado ou porque os policiais se atrasaram de propósito para evitar o confronto com os criminosos, coisa muito comum, especialmente em assaltos a bancos. Na terceira hipótese tudo ocorre como deveria, a polícia chega a tempo de evitar o crime e o criminoso, caso não fuja, é detido e conduzido ao DP. A princípio pode parecer que está tudo resolvido, mas não está.

  Nos mesmos telejornais que incitam a completa submissão aos criminosos é comum ver as vítimas com cara de choro fazendo biquinho e dizendo: “Eu quero justiça”.  Mas fica a pergunta: Que justiça?

  Se o criminoso for detido, independentemente do delito cometido, ele não ficará muito tempo preso. Se ele for menor de idade a impunidade é total, menores podem agredir, roubar, estuprar e matar sem maiores restrições; na pior das hipóteses, caso o crime seja muito bárbaro e tenha ganhado destaque na mídia, o infrator será mantido por um curto período em uma “instituição educacional” para ser “ressocializado” de onde ele pode fugir facilmente, mas caso ele decida ficar vivendo lá às custas do Estado (e com direito a visita íntima!) por todo o período determinado ele sairá com a ficha limpa, pois ele “já pagou pelo que ele fez”. Se ele for maior de idade a coisa não muda muito, geralmente o criminoso detido é liberado depois de apenas um B.O. ter sido feito, pois nunca há provas…

  Na remota hipótese de haver prisão, julgamento e condenação o criminoso também não ficará preso por muito tempo, ele pode pedir um habeas corpus ou pagar fiança e sair livre logo depois de ser preso e no caso (raro) de ser definitivamente condenado cumprirá apenas 1/4 da pena estipulada ou até menos, pois ele pode se aproveitar das inúmeras brechas da lei como prestar serviços comunitários, ir para o regime semi-aberto por bom comportamento (?!), fugir depois de algum indulto ou qualquer um de tantos outros absurdos jurídicos que vemos diariamente.

  No final, diante deste quadro, só se pode chegar a uma conclusão: Você está só!

  Portanto arme-se e defenda-se, pois ninguém irá te proteger, não espere pela polícia!

  O criminoso não é um super-homem, na absoluta maioria das vezes em que a vítima armada reage quem leva a pior é o bandido, não dê ouvidos ao governo nem a nenhum bunda-mole da TV, se for atacado faça justiça com as próprias mãos, pois está é a única justiça que será feita.

  Não se preocupe demais com as conseqüências legais, da cadeia sai gente todos os dias (como demonstrado acima) do cemitério não.

  Você só tem uma vida, proteja-a bem.

 

Posts Relacionados

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.